Moto inteligente da BMW é [literalmente] uma realidade virtual

No comments yet

A BMW revelou sua visão futurística conceitual de moto para o próximo século. A VISION NEXT 100 é uma concepção de moto radicalmente diferente de tudo que conhecemos, com uma dose de realidade mais virtual bem mais presente que todas as tecnologias atuais já existentes no mercado de autos. Ela, óbvio, se parece com uma moto, e há marcas de estilo BMW específicas colocadas em boa medida. É um conceito de emissão zero de carbono, é claro, mas ainda há um caroço onde o motor iria normalmente. Em vez de pistões horizontalmente opostos, há ornamentos que mudam de forma de modo que ajudam a bloquear o vento.

A visão de BMW do futuro envolve um mundo onde a conectividade é tão difundida e enraizada em nossa cultura que se tornou uma segunda natureza. Hoje, ainda se maravilhar com os novos aparelhos “inteligentes” e objetos que estão surgindo esquerda e direita. Em duas décadas ou mais, muito poucas coisas será “não inteligente”.

visionnext100

Ao mesmo tempo, a BMW prevê que a tecnologia vai se tornar mais e mais humana, e, como o sonho de todos, a energia será mais limpa, totalmente livre de emissões. Essas características são encontradas em todos os conceitos automobilísticos da VISION NEXT 100, mas você não será capaz de dizer isso pela simples aparência.

Quem aqui nunca assistiu TRON, com aquelas motos com luzes brilhantes… pois é, esqueça por completo esse conceito. Esse novo conceito apresentado será completamente diferente. Como qualquer outra tecnologia ou produto futurista, ele precisa de uma âncora sólida fincada no passado ou mesmo nos dias atuais para sermos capaz de nos relacionar com ele. Neste caso, BMW buscou no chamativo quadro, em forma de triângulo, do Vision Next 100 uma âncora em seu primeiro modelo de moto, a BMW R32, concebida em 1923.

Há dois aspectos muito interessantes para definir esta moto. Um deles é o quadro altamente incomum, que deforma para permitir a direção. Vire o guidão, e toda a forma do quadro sofrerá mudanças. A flexibilidade é algo que os designers da moto normalmente tentam evitar em quadros, por isso é uma solução pouco convencional. O resultado é que não há juntas ou rolamentos envolvidos na direção, ou na suspensão. Você vai notar que não há braço oscilante, ou qualquer coisa reconhecível como uma mola ou amortecedor. Isso porque os pneus funcionam como suspensão da moto. Combine tudo isso com o auto-equilíbrio ativo e um conjunto de ajudas de tração e estabilidade ativos e BMW pensa que esse futuro moto nunca vai cair.

Essa estabilidade improvável, capaz de manter o veículo na posição vertical mesmo que a pessoa não esteja se movendo, é o que leva a BMW também a achar que o piloto não vai precisar de um capacete ou colete. Uma vez que nunca vai bater, qual é o sentido de se usar um capacete? Isso impede quaisquer acidentes inevitáveis ​​pelos sistemas de segurança a bordo, mas com certeza, vamos jogar junto. A viseira que o piloto vai usar será principalmente para fornecer informações e conforto. Esse mesmo dispositivo vai aquecer e arrefecer o piloto, conforme necessário, mas tudo se concentrará no visor que irá rastrear os movimentos dos olhos, fornecendo informações sobre a moto, a rota, e mais ajudas interativas.